O Caso Wlademir Dias Pino

Volta e meia o blog Midianews posta mensagem sobre o caso Wlademir Dias Pino e Prefeitura de Cuiabá.
Posto este material agora prá deixar a minha versão.
Em meados do ano passado, quando a Adriana Bussiki Santos, presidente do IPDU, fazia o planejamento da restauração da praça 8 de Abril, popularmente conhecida como praça do Choppão, me pediu uma sugestão de escultura. De cara sugeri um trabalho do Wlademir Dias Pino aka Wladepino, por toda a sua história com a cuiabania.
Adriana gostou da sugestão e fomos, depois de vários contatos, para o Rio de Janeiro visitar o artista e conhecer a maquete que ele havia feito para a escultura.
Lá conversamos por mais de duas horas na casa do Wladepino no bairro do Catete. Depois de convencidos de qua a maquete ideal seria esta que hoje ilustra a praça 8 de Abril, perguntei eu mesmo sobre qual seria o preço da obra. Da criação. Wladepino, talvez pela animação de ter pela primeira vez uma obra pública em Cuiabá, se negou a dar preço.
Voltamos, e a Adriana executou a idéia, transformando a maquete genialmente criada pelo mestre em um papelão com 30 centimetros de altura em uma bela obra de arte com mais de 5 metros de altura.
Passados mais de 5 meses da inauguração da obra recebemos notícias de terceiros de que o Wladepino queria receber pelo trabalho. Liguei imediatamente para o artista e tratamos o valor de 40 mil reais pela doação da escultura para a cidade e mais 3 exposições dos seus trabalhos na capital.
Isto feito demos início ao trabalho de documentação e legalização do contrato.
Infelizmente, saí da secretaria da cultura sem conseguir pagar ao artista o combinado posteriormente, mas deixei todo o processo pronto e na data de ontem, 08/12, a prefeitura pagou uma entrada de 10 mil reais.
O blog Midianews insiste em me responsabilizar por algo que é institucional, ou seja, do município.
Não responderei mais ao jornal virtual sobre este tema.
Encaminharei ao meu blog.
Quem quiser a minha versão, venha até aqui.

Anúncios

5 Respostas to “O Caso Wlademir Dias Pino”

  1. João Mesquita Says:

    Desculpe a minha ignorancia, mas o ideal sobre contratação de serviços e ou compra nao seria uma licitação? pelo que notei, depois de varias visitas com a Mulher do prefeito, ficou parecendo que foram fazer orçamento na 25 de março pra comprar qualquer bugiganga!!! e depois de tdo ainda colocam uma escultura sem nem termo de licença do artista, e se ele usa de má fé e fla que nunca nem recebeu vc´s em seu apartamento e toca pro pau contra a prefeitura??? na verdade falta transparencia sobre todos os processos que envolvem nossa cultura, eu mesmo ja toquei pela Sec. sem nem ter um papel assinado e recebi, outros levei calote, mas enfim, será que os cachês que recebi foram os mesmos tirados dos cofres publicos?? obrigado e aguardo seu posicionamento sobre o assunto.

    • mariolimpio Says:

      João.
      A legislação trata a obra de arte com diferença.
      Neste caso o Art. 23 da Lei 8.666 fala da “Inexigibilidade de Licitação”.
      Foi o que fizemos, no caso do Wlademir Dias Pino.
      Agora, quanto aos seus créditos, se forem com a secretaria da cultura do municipio durante a minha gestão, peço que me ligue.
      Teria prazer em esclarecer.
      8454 5260
      Mario Olimpio

  2. Nobre Mario,

    Desculpe o comentário fora de contexto… A verdade é que estou usando seu espaço como ferramenta de contato, já que não tenho seu email.
    Bem, minha intenção é de primeiro compartilhar o regozijo pela boa notícia de que Wlademir ainda é vivo, pois devido a minha alienação somado ao descaso da mídia para com o artista, achei que ele não mais estava entre nós. Porém minha intenção maior é mesmo de lhe pedir a gentileza de me informar um meio para que eu possa entrar em contato com Wlademir. Talvez seu email, enderço convencional ou mesmo telefone. O fato é que eu gostaria de convidá-lo a participar de um projeto de Arte Postal, segmento da arte contemporânea do qual ele é ícone. Se considerar mais conveniente e para que se sinta mais seguro, talvez você deva pesquisar sobre este projeto antes de seguir adiante. Você pode digitar meu nome no campo de pesquisa de algum site de busca ou me informar seu email. Terei o prazer de compartilhar mais informações.

    Fraternal abraço,

    Jaime Dosan

    • mariolimpio Says:

      Jaime, me passe o seu email que terei prazer em passar o telefone do Wladepino. Cuiabá deve muito a este homem.

      • jaime dosan Says:

        Boa noite Mario,
        Perdôe-me pela demora do feedback. Estive viajando e agora estou em Campo Grande. Ainda estou interessado em me contatar com Wlademir. Já contatei muitos colegas postalistas e de fato só me faltam poucos… Os maiores! Wlademir, Padim e Brusky são agora meu objetivo. Estou escrevendo sobre a Arte-postal e não posso fazê-lo sem sitar esses gigantes. Desejo relatar a colaboração de Wlademir, por isso ainda insisto em solicitar seu contato.
        Um fraterno abraço,
        Jaime Dosan

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: