Proibir é burrice.

A "Burrocracia" Vence a Arte.

Acordei com uma surpresa desagradável. O governo federal publicou no Diário Oficial da União uma lei que proíbe a pichação e “regula” a grafitagem. Veja aqui: http://noticias.uol.com.br/cotidiano/2011/05/26/publicada-lei-que-proibe-venda-de-tinta-spray-para-menores-de-18-anos.jhtm

Coisa de quem não tem o que fazer. O charme da grafitagem é ela aparecer de repente na nossa frente, sem nosso pedido ou autorização. A nossa reação frente à obra faz parte da construção da sua forma, da sua natureza. O grafite é a essência da arte contemporânea. Da interação cidade/pessoas. Da arte pública. Da manifestação da expressão. Da rebeldia. Da insatisfação com a paisagem urbana.

Este é um tipo de relação que se regula pelas leis da convivência.

Às vezes eu me arrependo de ser civilizado.

Anúncios

2 Respostas to “Proibir é burrice.”

  1. […] que foi secretário de cultura de Cuiabá e em sua gestão valorizou a arte de rua, apontou hoje em seu blog, a lei de descriminaliza o Grafitti, mas define que para ser Grafitti deve haver consentimento. Ou […]

  2. Acho a pichação uma tremenda falta de sensibilidade e de amor a paisagem urbana. Uma coisa destrutiva, quando não tem um propósito que não seja politico ou de denúncia.

    Já o gráfite, sem sombra de duvidas é uma arte magnifica e uma das que melhor representa a cultura urbana.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: